Conexçao Ensinar

Blog

Amizades Adultas são Forças Poderosas de Transformação

Em julho, comemoramos o dia do Amigo e dia Internacional da Amizade.

Você já parou para pensar o quanto a amizade é importante para as pessoas? Sabia que muitas pessoas lutam para ter amigos?

O que torna uma amizade extraordinária? É aquela pela qual vale a pena lutar; aquela em que encontramos apoio e amor nos tempos difíceis e aplausos nos momentos de vitória, pois nada deixa um amigo mais feliz do que ver o sucesso do outro.

Amizade é um vínculo complexo, profundo e duradouro, do qual a vida vai exigir sacrifícios, como se fossem testes para as pessoas descobrirem se desejam permanecer amigos.

Mas… como se conhece alguém e fica amigo? Pela igualdade de rotinas? Por objetivos compartilhados? Por semelhanças no gosto das coisas? Pela simpatia? Por uma sintonia mágica no olhar? Pois essas foram algumas das respostas que pessoas deram a uma pesquisa. Na verdade, é preciso sorte, persistência e perseverança para um relacionamento se transformar em amizade, pois o tempo não transforma relacionamento em amizade.

Um fato curioso é que a amizade não tem uma data para se comemorar o início, como tem os outros tipos de relacionamento. Entre casais, por exemplo, pode ser um encontro, um beijo, uma festa… Amizade é um crescente de experiências e oportunidades.

Amizade é um investimento e é o maior ativo que alguém pode conseguir. É como qualquer investimento é um risco. Você pode investir em alguém e essa pessoa pode se tornar amiga, mas também, nada pode acontecer, ou seja, a pessoa não querer estabelecer um relacionamento com você. E tudo bem sendo assim. Além disso, o relacionamento amistoso, amigável pode acabar por diferentes razões.

A experiência da amizade é realmente profunda, complexa e maravilhosa, mas também desafiadora, pois exige muita coragem, porque enfrenta desafios como a distância e as divergências.

Distância ou divergência podem realmente ameaçar uma amizade? Há que diga que não, pois se acabar é porque não era amizade.

Interessante é que um relacionamento amoroso pode não durar em virtude da distância, mas uma amizade sim.

Precisamos passar por diversas situações, que vão nos desagradar e nos fazer desacreditar do real sentido do companheirismo, nos fazendo até mesmo duvidar da beleza que existe na lealdade. Faz parte do caminho ter que conhecer a dor para reconhecer os momentos felizes ao lado de pessoas que vão fazer tudo valer a pena. Se o relacionamento passar pela dor e resistir… aí, sim, é para vida toda.

O problema é que durante a “tempestade”, um amigo pode decepcionar ou mesmo magoar o outro. O perdão pode e deve acontecer, mas a amizade jamais será a mesma, pois houve a quebra do código de confiança que só amigos entendem. De qualquer maneira, a decepção será um grande aprendizado e a pessoa vai pensar muito antes de chamar alguém de “amigo” outra vez.

Há quem confunda relacionamentos e amizade. No primeiro não há a profundidade e o encanto que segunda oferece.

Em sua origem, amigo é aquele que demonstra amor. E há quem procure tanto por uma amizade que acaba se tornando carente de afeto e aceita todo tipo de relação – a de viver a ilusão de uma amizade (pode acreditar que isso existe) ou até estar envolvido em uma amizade tóxica.

Na ilusão, a pessoa tem todos os sinais de que o outro não quer ser amigo, mas ignora, acreditando que o tempo vai mostrar-lhe o quanto ela é incrível.

Já na amizade tóxica, é difícil percebê-la. Certos detalhes acabam se revelando só com o passar dos meses ou até anos. São detalhes que mostram a falha no caráter como a falta de respeito sentida no revirar de olhos diante de uma conversa sobre outra pessoa, ou na maneira como trata algumas pessoas que julga serem inferiores intelectualmente ou socialmente.

O amigo tóxico interrompe as conversas e troca de assunto com naturalidade espantosa, porque o sentimento do outro não lhe interessa. Sempre quer a concordância de todos os que o cercam e reage com hostilidade às pequenas correções que alguém possa fazer aos seus atos ou palavras. Aliás, é implacável nas observações negativas a respeito das pessoas.

O amigo tóxico nunca assume a responsabilidade em um conflito. A culpa é sempre do outro. Está sempre reclamando dos outros e a vítima do sistema é ele. Seu ego é tão grande que não suportará ver o outro brilhar e fará de tudo para inferiorizá-lo. E pode ter certeza: será ele quem acabará com o relacionamento sem se importar com o que o outro possa sentir. Se passa ou passou por isso, não sofra. Não vale a pena.

O fato é que pode acontecer de encontrarmos pessoas que, realmente, nos façam acreditar no significado da palavra amigo. Pessoas assim honram esse tipo de relação.

Até mesmo no mundo virtual pode nascer uma amizade profunda. As conexões digitais podem ser tão profundas e mágicas quanto aquelas do mundo físico.

O certo é que uma amizade extraordinária se torna referência para o resto da vida de qualquer um. Tenha gratidão pelos amigos que fez. Mesmo aqueles que não estão mais na sua lista de Natal, pois eles mudaram a sua vida para sempre.

Postar um comentário