Conexçao Ensinar

Blog

Trabalho Remoto: Saldo Positivo e Segurança Digital

A palavra remoto é um adjetivo e quer dizer longínquo, antigo, mas também distante no espaço. Trabalho remoto (ou teletrabalho) é a possibilidade de trabalhar de qualquer ponto do planeta para alguém ou para uma empresa, desde que tenha uma conexão com a Internet. E nesse momento, diante da propagação do Coronavírus, o trabalho remoto passou a ser uma medida emergencial.

A tecnologia chegou, definitivamente, para muitos, gostando dela ou não e isso acabou gerando um alto nível de estresse por causa do distanciamento social e da quarentena que pegaram todos de surpresa. Adotar o trabalho remoto emergencial foi a única saída para preservar o emprego e a saúde.

E, mesmo, em um momento tão delicado, já há um saldo positivo. Muitas empresas estão decidindo manter o home office após a quarentena pela redução drástica de custos em manter um escritório físico.

Já que poderão trabalhar de casa, funcionários estão voltando para suas cidades de origem para ficar perto de suas famílias. Outros estão procurando cidades no interior, priorizando o baixo custo, mas uma melhor qualidade de vida. E há algo ainda mais incrível: empresas estão saindo do papel graças, exatamente, ao trabalho remoto. O baixo custo abriu espaço para a criatividade.

O trabalho remoto permite a liberdade de escolher onde a pessoa se sente mais feliz e produtivo. Inclusive se terá um escritório em casa ou não, pois poderá trabalhar ao ar livre. Resoluções como essas vão impactar tanto no trânsito, quanto no mercado imobiliário.

“Tudo o que envolver concentração (de poder, de dinheiro, de gente) vai ser fortemente impactado, porque a natureza da Natureza é a distribuição.” (Murilo Gun)

Mas, atenção: se normalmente montar um local de trabalho em casa é muito desafiador, fazer isso da noite para o dia causou medo, porque nem todos estavam preparados para este formato que também pede regras e, acima de tudo, cuidados com informações.

É preciso pensar que a equipe ainda existe e ela se encontra em um escritório virtual. Local onde se cumprimentam, trocam informações, traçam estratégias e dividem tarefas. A comunicação é fundamental para o trabalho remoto.

Da mesma forma com que nos cuidamos e cuidamos de nossa casa por causa do Coronavírus, temos que ter cuidado com vírus cibernético.

É muito importante que todos saibam que não basta ter computador e smartphone, instalar aplicativos de troca de mensagens e chamadas por vídeo para reuniões online. O improviso e a falta de conhecimento sobre caminhos seguros na Internet podem levar a tomadas de decisões erradas e gerar ainda mais estresse.

A empresa vai selecionar as plataformas de comunicação e gerenciamento de tarefas e garantir o acesso remoto seguro e cabe à toda equipe aprender a usá-las para navegar com segurança.

Quem sempre usou o básico da tecnologia e se encher de ferramentas e aplicativos só vai aumentar o estresse, gerar ansiedade e acumular frustrações, passando a acreditar que se é incompatível com as novas tecnologias. Vale a pena assistir aos tutoriais e fazer as próprias anotações para saber como proceder. É preciso deixar a vergonha de lado e pedir ajuda se houver a necessidade.

Um conselho de especialistas para quem já exerce trabalho remoto é não usar o Whatsapp como grupo centralizador de comunicação. Porque é uma ferramenta que estimula o imediatismo, e imediatismo gera ansiedade. Além disso, a informação fica desorganizada e pouco acessível no futuro. Mas, confie em sua equipe.

As reuniões online (ou videoconferências) vão precisar acontecer e há plataformas de comunicação como o Hangouts, o Zoom e o Skype. E para que dê tudo certo, cabe à empresa estabelecer um programa de conscientização para proteger seus funcionários e as informações que vão circular, mas cabe, também, aos funcionários e colaboradores assegurar um local físico seguro onde irá acontecer o trabalho remoto. O ideal é que houvesse um computador só para o trabalho, mas sabemos que, na realidade, muitas famílias compartilham apenas um computador entre seus membros.

Trabalhando de casa, usando banda larga fixa não compartilhada, com roteadores configurados com criptografia, senha contendo caracteres, números, símbolos na utilização do wi-fi, sem dúvida, é mais seguro. Caso o trabalho seja realizado em um ambiente público como shopping, coworking, hotel ou cafeteria, a recomendação é: alerta total, pois wi-fi público, segurança em risco.

A computação em nuvem garante um caminho mais seguro para o controle e monitoramento, e é menos árduo do ponto de vista do acesso do que as estruturas antigas, onde todos os recursos estão na empresa. Assegurar a proteção das informações da empresa é tão importante quanto proteger dados pessoais de cada membro da equipe.

Para trabalhar em casa é preciso levar em conta certos cuidados. Não instale programas ou ferramentas que não sejam de empresas conhecidas e confiáveis. O software, o navegador e o antivírus do computador precisam estar atualizados. Programas “piratas” não recebem atualizações e deixam o dispositivo eletrônico vulnerável.

Os antivírus são programas informáticos desenvolvidos para prevenir, detectar e eliminar vírus de computador e precisamos sempre deles, mas muito mais agora. Há uma chuva forte de informações, mas também de fake news, que além de causar ainda mais estresse e frustração na população, torna-se um “campo minado” para os usuários da Internet. Hackers ficam mais ativos lançando armadilhas com links maliciosos para praticarem seus roubos de informações, dados e senhas.

Além da troca de informações do trabalho, as pessoas estão fazendo transações bancárias e enviando dezenas de mensagens para familiares e amigos – um banquete para os criminosos que lançam suas iscas à espera do menor sinal de vulnerabilidade.

Para se informar sobre o Coronavírus utilize somente os canais oficiais e não repasse mensagens, links e arquivos se não souber se a fonte é confiável, porque eles são portas de entrada para tentativas de fraude. E-mails e contas do WhatsApp que são roubadas e, a partir daí, mensagens são trocadas e forma-se um ciclo de troca de códigos de confirmação, prêmios imperdíveis e o desespero de saber que alguma informação foi roubada.

Comece a aprender sobre as regras do jogo do mundo virtual para não levar sustos. Assim, poderá focar no seu trabalho. Tenha cuidado. Não coloque sua vida digital em risco. E usufrua tanto a liberdade de escolha do local de trabalho, quanto a do tempo, que agora passa a estar, de uma certa forma, sob o seu controle.

 

Postar um comentário