Conexçao Ensinar

Blog

5 Dicas Simples Para Não Se Perder na Grafia dos Números

Gostando ou não de futebol, empolgado ou não com a Copa do Mundo de Futebol, a maioria de nós acaba agendando reuniões ou encontros em função da tabela dos jogos na Rússia. Apesar do brasileiro não ter a melhor das reputações quanto a horários, estamos sempre fazendo as coisas em função do tempo.

Organizamos nossa vida dentro do tempo disponível (o mesmo para todos, aliás). E é dentro desse tempo que agendamos compras a fazer, contas a pagar, tarefas a realizar. Se não calculamos bem, acabamos atolados em compromissos não cumpridos e tarefas intermináveis.

Até porque os números são mágicos. Nem sempre são exatos. Um número pode ser determinado ou indeterminado. Quando Jesus disse que devíamos “perdoar 70 vezes 7” ele queria dizer infinitas vezes.

Até o número mil. Nem sempre ele representa a sua quantidade. Ele pode se multiplicar, principalmente na política, quando um candidato faz “mil” promessas para se eleger. A espera pode ser ruim e ao reclamarmos afirmar que ficamos “mil” horas aguardando. E é bom saber que “mil” não tem plural.

Não só os matemáticos estão às voltas com os números. Todos nós estamos sempre lidando com eles, de uma forma ou de outra.

Mas, é na hora de usá-los no dia a dia que muitos se perdem. Vamos ver exemplos dessas distrações.

Segundo a nossa gramática, numeral é a palavra que quantifica os seres ou indica a posição que ocupam numa determinada ordem.

Quando apenas nomeia o número de seres, o numeral é chamado de cardinal: um, dois, mil, cem mil…

Quando indica a ordem que o ser ocupa numa série, o numeral é denominado ordinal: primeiro, segundo, quinquagésimo, milésimo…

Os numerais multiplicativos exprimem aumentos proporcionais de quantidade, indicando números que são múltiplos de outros: dobro, triplo, quádruplo…

Os numerais fracionários indicam a diminuição proporcional da quantidade, o seu fracionamento: metade, um terço, um décimo, dez milésimos…

Os numerais coletivos designam conjuntos de seres e indicam o número exato de indivíduos que compõem o conjunto: dezena, quinzena, dúzia, cento, milhar, milheiro…

 

Mas, e na prática?

1º- O numeral deve concordar com o nome ao qual se refere.

Ex.:

Eu falo “um livro”, “duas cadeiras”, “trezentas pessoas”. Concorda com o nome em gênero e número.

Com exceção para o milhar, milhão e companhia. Ficam sempre no masculino.

Ex.:

Há “dois milhões de pessoas”. Foram encontradas “bilhões de moedas” na casa do procurado.

 

2º- Com os números ordinais, devemos esquecer o hífen.

Ex.:

Morava no “décimo sétimo” andar. Na maratona, eu cheguei em “trigésimo terceiro lugar”.

 

3º- E por falar em ordinal, só o primeiro dia do mês é ordinal.

Ex.:

“Primeiro de abril” é o dia da mentira. Faremos a prova dia “primeiro de julho”.

 

4º- Se zero à esquerda é nulidade, para que escrevê-lo? Se não escrevemos o zero à direita nas frases, por que escrevê-los nas datas?

Ex.:

Há 3 pessoas esperando por você.

21/6/18 ou 21/6/2018 ou ainda 21.06.18

E quanto às horas? Como escrevê-las?

A grafia que deve ser adotada em jornais, sentenças, acórdãos, convites, convocações, cartazes é a seguinte:

  • 8 horas, 10 horas ou 10 h (abreviação sem s e sem ponto; espaço antes do h)
  • 8h35min, 10h05min ou 10h35 (sem dar espaço entre os elementos)
  • A grafia por extenso – que é menos visual – se reserva para convites formais como o de um casamento: A cerimônia será realizada às dez horas do dia vinte! de maio. Entretanto, já se encontram convites bem modernos e elegantes com o uso de algarismos: às 10 horas do dia 20 de maio de 2007.
  • A grafia com dois-pontos, por ser a mais visual, é usada em áreas específicas como anotações de voo, competições, agendas ou programações com horário em sequência ou um abaixo do outro:

08:00 h / 09:30 h / 10:00 h / 10:05 h / 14:35 h / 20:01 h

 

5º- A palavra “ambos” pode não parecer, mas é um numeral. E com função adjetiva. Substitui o número 2. Portanto, jamais use o pronome “todos” quando só houverem duas pessoas.

Ex.:

“Ambos” querem prestar o concurso para a Aeronáutica.

Postar um comentário