Conexçao Ensinar

Blog

5 Cuidados para Acender o Prazer pela Leitura em nossos Alunos

Como tornar os livros prazerosos para alunos que estão conectados na maior parte do tempo, 7 dias por semana? Parece uma luta destinada ao fracasso contra os estímulos disponíveis online. Não é fácil, mas é possível vencer essa luta.

Eu trabalho com literatura infanto-juvenil semanalmente em todos os anos do meu magistério. E percebi que, para que o maior número de alunos realmente leia um livro, são necessários alguns cuidados.

1º – O livro precisa ser de fácil acesso para as crianças e adolescentes. Num supermercado, os doces sempre estão na altura dos olhos das crianças. Os brinquedos numa loja também são estrategicamente colocados para atrair o olhar dos pequenos. Por que os livros não merecem o mesmo tratamento? Em casa e na escola, o livro precisa estar ao alcance da curiosidade.

2º – Assim, como dedicamos um tempo para todas as disciplinas, a leitura de uma obra literária precisa de um tempo só seu. Conversar sobre a obra, sobre o autor e o ilustrador (se houver), sobre o tema retratado, sobre as possíveis interpretações, ler a história ou trechos dela… Isso tudo é necessário tanto para contextualizar o texto, quanto para aproximar o aluno do autor e para oferecer diferentes maneiras de exploração. O vínculo entre leitor e autor só se dará durante a leitura. Contar histórias é algo que encanta crianças e adultos. É possível o silêncio pairar numa sala de aula quando o professor vira o contador de histórias.

3º – Percebi que há alunos que amam contar histórias e até se aventuram em algumas “performances”. Permitir um tempo para eles contarem histórias ou trocarem ideias sobre as histórias que leram é uma oportunidade para enriquecerem o vocabulário e ampliar a oportunidade para o desenvolvimento da oralidade.

4º – Assistir a obras literárias adaptadas para o cinema também é uma ótima maneira de aproximar os jovens da literatura. Conversar sobre a adaptação e sobre as diferenças entre os dois veículos são ótimos pontos de partida para uma discussão.

5º – E há algo que pode reunir tudo isso: um projeto pedagógico de literatura engajador. Um projeto pode promover o compromisso de leitura de qualquer obra durante um tempo pré-determinado. Pode até tornar o ensino curricular mais fácil e mais agradável.

E um conselho final: seja paciente, mas não seja hipócrita. Não podemos esperar que nossos alunos adotem novos hábitos e interesses da noite para o dia. O prazer pela leitura é algo que se consegue com o tempo. Mas, é imprescindível que o professor também leia. Como exigir leitura dos alunos, se o professor não lê? E pode ter certeza que o aluno saberá reconhecer um professor apaixonado pela leitura e pelo seu ofício.

Postar um comentário